Escolha uma Página
O Realismo Mágico de Michael Parkes

Michael Parkes é um mestre da arte fantástica e do realismo mágico. Mulheres aladas, animais estranhos, a cabala e a luta entre o bem e o mal são temas presentes em sua obra. Em suas imagens elementos metafísicos e espirituais fundem-se à realidade. Sua obra evoca uma atmosfera misteriosa. Só pode ser decifrada com a ajuda da mitologia antiga e da filosofia oriental.Obra de Michael Parkes

Em seu mundo de fantasia, as leis da realidade terrena são abolidas. Espaço e tempo entram em sua própria comunhão imóvel. É tentador falar de um mundo de sonho com Parkes, se não fosse pelo fato de que o seu  “mundo dos sonhos” supera todos os nossos sonhos em ousadia, liberdade e intensidade. Em suma, com Michael Parkes, a arte figurativa da nossa era tem encontrado um novo, fascinante e extremamente autêntico expoente.

Trajetória de Michael Parkes

Como seres humanos, nós limitamos o nosso senso de percepção. Do que é geralmente confortável e presente na vida cotidiana. Ao limitar nossas percepções para atender a nossa individualidade, perdemos a vastidão de outras percepções e as portas que representam. Michael Parkes e o Realismo FantásticoEmbora tenhamos sido condicionados a perceber nada, exceto o nosso próprio mundo. Isso não significa que não podemos entrar em outros reinos. – Michael Parkes

Nascido em 1944 , Michael Parkes estudou arte gráfica e pintura na Universidade de Kansas. Viajou por três anos através da Ásia e Europa. Em 1975 se estabeleceu na Espanha, onde vive agora. Ao longo de sua carreira, inúmeras exposições internacionais sublinham a importância de seu trabalho. É tanto um pintor talentoso quanto um mestre da arte da litografia.

Uma Carreira de Sucesso

É um líder mundial do realismo mágico. Seus mais de 30 anos de sucesso como artista se destacam no mundo da arte. Menos de 1% dos artistas alcançam o sucesso nos mercados primário e secundário. Suas obras são adquiridas por celebridades, colecionadores particulares. Também em museus ao redor do mundo, e seu trabalho tem resistido ao teste do tempo.

Composição de Michael ParkesJohn Russell Taylor, crítico de arte para o Times de Londres e colaborador do New York Times, diz: “A técnica de Parkes é mais pictórica. Sua imaginação  é livre  dentro dos limites da narrativa. Na verdade, a narrativa é a última coisa que se pensa, confrontando com  suas imagens. Parkes, como Alma-Tadema, desenvolveu habilidade de destaque na representação do mármore com veios e  texturas diferenciadas. Em Parkes, Botticelli, Tiepolo e Goya, foram absorvidos com uma sensibilidade completamente moderna”.

Parkes aprendeu a desenhar antes mesmo de ler e escrever. Frequentou a escola de arte, onde conheceu sua mulher, artista e musicista. Permanece casado há mais de três décadas com Maria Sedoff.

Professor UniversitárioAs Figuras Femininas de Michael Parkes

Foi professor  universitário de História da Arte. Foi também um estudante sério e ao longo da vida de espiritualidade e esoterismo. Juntos, em 1970, Michael e Maria partiram em uma jornada espiritual onde encontraram excelentes professores. Uma paixão pela Índia. Voltando a Espanha logo após o nascimento de sua filha única. Michael e Maria trabalharam em conjunto para formar um empreendimento financeiramente estável em arte. Começando com humildade a fabricação e venda de cintos de couro para os turistas. Conquistou o reconhecimento de prestígio internacional como um mestre. Michael Parkes permanece humilde e tão parecido com o seu vizinho favorito. Como o tecelão sábio de mitos e sonhos que conhecemos através de sua arte. Fundou a Swan King International, editora e distribuidora exclusiva de suas obras criativas.

 

Translate »

Pin It on Pinterest

Share This