Escolha uma Página
A Herança Artistica de Harry Clarke

Harry Clarke, o mais conhecido artista irlandês do vitral, nasceu em Dublin em 1889. Seu pai, Joshua, chegou a Dublin em 1877 e estabeleceu um negócio de decoração. A Joshua Clarke & Sons, mais tarde foi expandida para incluir uma divisão vitrais. O jovem Harry cresceu com um estúdio na parte de trás de sua casa, à sua disposição. Harry deixou Belvedere College e tornou-se aprendiz no estúdio de seu pai. Vitral de Harry Clarke vidros pintados à mãoNa adolescência, estudou vitrais no Metropolitan School of Art Dublin. Ganhou várias medalhas por seus trabalhos nos anos seguintes. No Natal de 1913, conseguiu seu primeiro trabalho: ilustrar os contos de fadas de Hans Christian Andersen, publicado em 1916. Embora Harry tenha feito alguns trabalhos para a empresa de seu pai, ele começou logo a trabalhar em seus próprios projetos.

Produção de Harry Clarke

Entre 1915 e 1918  criou nove janelas para a Capela de Honan. Estas janelas magníficas foram fundamentais para a construção de uma sólida reputação de habilidade  e originalidade. Harry também continuou a ilustrar livros para os editores de Londres, incluindo Tales of  Mystery and Imagination (1919). Quando seu pai morreu em 1921, Harry se mudou para os estúdios e continuou a desenvolver projetos. Seu nome logo e  se tornou sinônimo de vitrais originais da mais alta qualidade.

Harry Clarke usava a técnica do vidraceiro medievalHarry Clarke conseguiu criar alguns dos melhores vitrais no século XX. Pintava cada parte de seus vidros a mão e depois queimava no forno, técnica do vitralista medieval resgatada logo após a revolução industrial. Harry teve problemas de saúde durante a sua vida por conta dos químicos e chumbo, material para vitral usado na época. Morreu em 1931, aos 41 anos de idade, durante o sono, em Coire – Suíça, onde tentava se recuperar de problemas de saúde.

Um dos maiores artistas do vitral, internacionalmente conhecido pela qualidade e gênio criativo, Harry Clarke foi sobretudo, um inovador. Usava as cores com efeitos ricos e profundos, acendendo suas figuras delicadas e expressivas. Suas figuras humanas alongadas possuem vida própria. A impressão que se tem, ao contemplar seus vitrais, é que os personagens vão falar com você a qualquer momento. Ricamente produtivo durante seus poucos anos de vida, criou mais de 160 vitrais religiosos e comerciais na Irlanda, Inglaterra, EUA e Austrália. Caso queira se aprofundar na arte dos vitrais, conheça nosso Curso de Vitral.

www.harryclarke.net

Translate »

Pin It on Pinterest

Share This